sábado, 17 de junho de 2017

Sling em Brasília: Hoje estamos em casa!

Hoje é dia 17 de junho e estamos em nossa casinha! Dúvidas? Pode nos encontrar nos nossos telefone 3376 5589 ou 61-98379 9519 (whats).

terça-feira, 23 de maio de 2017

Sling em Brasília DF - Sábado no Sudoeste!

Imagina que legal você poder encontrar uma boa variedade de slings ao vivo e em cores, poder "ver com as mãos", experimentar, tirar dúvidas, conversar... é só chegar na Lojinha da Virada Verde neste sábado dia 03 de junho

A Lojinha fica atrás do Big Box, na CLSW 301 bloco B, e entre 9h e 14h a gente fica por lá.

Nos vemos em breve!



domingo, 21 de maio de 2017

sling em Brasília: produtos novos !

Quem segue a gente no Facebook ou no Instagram fica sabendo rapidinho de todas as novidades e recebendo conteúdos pra informar, divertir e interagir.

E para quem não quer conversa e sim sling, vamos ao ponto: nossa loja on line foi atualizada e você tem acessoa  a ele clicando AQUI! Para DF, GO, MG, SP e RJ o sistema do site não gera cobrança de frete via PAC (Correios).

Só para esclarecer: algumas pessoas às vezes precisam que a entrega seja feita em casa. De vez em quando a gente consegue fazer atendimentos em domicílio, se for num lugar acessível e num dia/horário em que possamos nos revezar com o cuidado dos filhos. Geralmente as pessoas gostam de combinar pelo whatsapp (61-98379 9519). A gente cobra uma taxa de entrega (não para ensinar como usa o sling, mas de deslocamento, apenas).

E as coisas sempre se ajeitam!


quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sling em Brasília sábado 27 de maio

Neste final de semana nosso encontro é na querida Lojinha da Virada Verde!
Sabe aquela lojinha toda do lado verde da força? Pois é,fica no Sudoeste!
Você pode aproveitar para conhecer, além dos slings, os produtos da lojinha e aproveitar para levar também os orgânicos que já são tradição na quadra!

Avisa geral que estaremos lá entre 9h e 14h, na CLSW 301 bloco B, logo atrás do Big Box.



quarta-feira, 19 de abril de 2017

Sling em Brasília: programação dos dias 22 e 23 de abril/2017

Teremos um final de semana repleto de colinho com amor!
Sábado é na Lojinha da Virada Verde, no Sudoeste, atrás do Big Box. (CLSW 310 bloco B)

 Domingo é no Templo Budista de Brasília (Área Especial 315/316 Sul , Asa Sul), na data do Hanamatsuri (Festa do Buda Menino) e o templo organiza diversas atividades para as crianças, como teatrinho de bonecos, oficinas infantis, yoga e apresentação de artes marciais. Haverá também food trucks e podemos levar toalhas e cangas para piquenique! A entrada é um quilo de alimento não perecível ou um brinquedo em bom estado. Vale a pena conferir!
Junto conosco estarão Era uma Vez Livros de Pano e Brinquedos de Madeira, Combinado Baby e Potira!.
No domingo, além deles, tem a Suika com kimonos para vestir seu bebê bem fresquinho com estampas maravilhosas!



terça-feira, 28 de março de 2017

Sling em Brasília? Neste sábado 15/04 tem entre 10h e 14h na Lojinha da Virada Verde!

Ei, você que tem um bebê mas precisa sair:
Deixou para comprar seus ovos de Páscoa no sábado?
Passa primeiro na Lojinha da Virada Verde pra pegar seu sling, e já sair slingando pela cidade!

Entre 10h e 14h, neste sábado 15 de Abril, a BsB Slings vai estar na Lojinha da Virada Verde no Sudoeste! Você pode chegar pra conhecer, testar, adquirir ou presentear uma família muito especial com um sling! 

Quem quiser ir só pra aprender, pode ir também!


A lojinha da Virada Verde fica no comércio da quadra 301 atrás do Big Box.

 A Andreya  estará conosco com os brinquedos de madeira (Era Uma Vez Brinquedos de Madeira e Era uma Vez Livros de Pano) com muitas novidades!


 Tem também feirinha orgânica e panificação 100% livre de glúten e lactose da Nutry Bakery.



 Lá n @alojinhadaviradaverde você encontra produtos autorais, exclusivos e sustentáveis para um consumo consciente!




segunda-feira, 27 de março de 2017

Minha experiência com o Sling

O segundo filho chegou e foi bem mais complicado do que eu pensei. Achei que ter um segundo filho seria mais fácil, afinal, sendo mãe de segunda viagem, ia tirar de letra. Sabe o que dizem, que cada filho é diferente do outro, que você pode ter 10 filhos que nenhum será igual? Podem crer, é bem isso. Verdade que algumas neuras ficaram de lado. O que complicou mesmo foi a logística. O Eduardo já tem 4 anos e já frequenta a escola. O Kauã nasceu há quatro meses e é bem diferente do irmão: não fica no carrinho por nada neste mundo, demora uma eternidade em cada peito na hora de mamar, tenho uma lista de diferenças! Mas vamos levando. O que complicou a minha vida mesmo foi levar o mais velho pra escola sozinha tendo de levar o irmão mais novo junto.
No início o pai levava, estava tudo até bem tranquilo. Mas depois ele não pôde mais e a tarefa ficou pra mim. Era só sair um pouco mais cedo de casa e tudo iria bem. Só que o horário não era o problema. O problema era tirar o mais novo do bebê conforto e ir até a escola atravessando uma avenida muito perigosa segurando um bebê com um braço e com um menino muito levado na outra mão. Levar o carrinho? Foi o que tentei, mas a minha preocupação era cuidar do maior, não dava pra guiar o carrinho com uma mão só, não dava para estacionar perto da entrada da escola, não dava pra colocar os dois no mesmo carrinho (um dia eu coloquei, foi o dia em que me desesperei e até voltei pra casa com os dois). Foi a gota d´água. Falei pro marido que ele que desse um jeito de levar, arranjasse uma van escolar, alguma solução devia haver. Ele quase urrou com a ideia. Precisando chegar antes de todos na empresa, abriu mão do automóvel pra que eu pudesse utilizar e não estava dando certo. Qual a solução? Comprar outro carro? Como assim, se o nosso nem está pago ainda? Pagar um transporte escolar pra levar a criança a uma escola que fica praticamente na mesma quadra onde moramos? Cogitei comprar uma espécie de “coleirinha” pra conseguir levar o mais velho amarrado ao carrinho ou a mim.
Foi o dia em que o Eduardo completou algumas faltas consecutivas na escola que alguém da direção/coordenação ligou pra mim para ter notícias e saber os motivos das faltas. Tenho vergonha de falar, mas foi o que aconteceu: eu desabei a chorar ao telefone. Na outra semana consegui ir lá e conversar, e tinha uma moça muito tranquila, ouvindo com atenção toda a minha dificuldade. Alguém citou baby blues, depressão pós parto, ajuda psicológica, mas talvez fosse um pouco de tudo isso misturado com um cansaço que só quem tem filho pequeno conhece. No meio da conversa, a moça calma disse: - Passei pelo que você está passando, anote este telefone, fale com este pessoal para arranjar um sling para você.
Sling? Eu até havia visto durante a gravidez, quando ainda conseguia acessar a internet, algumas fotos lindas de uns bebês quietinhos agarrados na mãe dentro de um pano apertado. Achei que era uma coisa meio bicho grilo, mas tinham uns bonitos e até pareciam confortáveis. Enviei uma mensagem para o telefone que me deram, e a pessoa com quem eu falei me convidou para ir num evento onde estariam expondo os slings, ensinando a usar, etc. Deixei o Eduardo com o pai num sábado de manhã e fui com o Kauã pra tirar a limpo essa história, já crente que nunca na minha vida eu iria dar conta de amarrar tanto pano em mim e depois ainda colocar uma criança dentro. Mas estava mesmo precisando dar uma voltinha, era meio longe, mas fui. Chegando lá fiquei observando de longe a Maristela ensinar uma casal muito jovenzinho a fazer todo o processo. Eles aprenderam, e ficaram por ali tomando um suco na maior tranquilidade com o bebê quase dormindo no sling enquanto ela me chamou e me perguntou qual era a minha expectativa. A minha expectativa era ter dois filhos e dois braços, nada mais. O casal do suco voltou, o rapaz se ofereceu pra segurar o Kauã enquanto eu aprendia a amarrar e, para minha surpresa, não foi tão difícil quanto pensei. Apenas “assustador”, como disse a Maristela. Mas enfim, criei coragem e coloquei o bebê no sling; ela me falou sobre o posicionamento correto, sobre observar as reações do bebê, e eu acabei me emocionando tanto que ela teve de repetir tudo novamente , por que, na verdade, não sei o que deu em mim. Ter o Kauã ali pertinho de mim, tão seguro, tão acolhido, foi uma coisa tão boba mas ao mesmo tempo tão singela que eu me emocionei e não tive como disfarçar.
No final, a gente não vai mais de carro pra escola: eu às vezes pego o Kauã  dormindo, ponho ele no sling e ele nem acorda e quando acorda volta a dormir, e a gente vai andando mesmo. Vai um no sling e o Eduardo vai andando. Quando está chuvoso eu vou de carro e levo o sling já no corpo, coloco o bebê dentro, tiro o outro da cadeirinha e vamos cada um com uma sombrinha ou capa de chuva e dá tudo certo. O carro ficou pro marido ir trabalhar na imensa maioria das vezes. E na volta da escola eu ainda passo na padaria ou no mercado e trago coisas diferentes pro almoço sempre carregando o neném. Estou achando que vou arranjar um cachorro pra gente daqui a uns dias.

Esta é a minha história com o sling. Tenho muita gratidão pela BsB Slings por terem me ajudado, e agora eu indico pra todo mundo este pano mágico.

Abraços
Ana Paula
Sobradinho- DF

Foto meramente ilustrativa by Parent Faves.com

sexta-feira, 3 de março de 2017

Slings em Brasília? Sábado 25/03 vai ter até as 17h!

Neste sábado 25 de março vai ter sling na Lojinha da Virada Verde!

Quem quiser ir para conhecer, para aprender, para trocar ideias é super bem vindo também!

 A Lojinha da Virada Verde fica no Sudoeste, atrás do Big Box na CLSW 301 bloco b loja 64. O horário lá será entre 9h da manhã e 17h.

Nas proximidades do Bloco B haverá também uma outra feirinha chamada  Bazar Let it Go, então, se quiser aproveitar a viagem pra conhecer outras coisas legai, vale muito a pena! 








quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Consultoria e Venda de Slings na Virada Verde neste Sábado

Ah, que tudo! Sábado com carnaval e tudo mas mesmo assim é dia de sling na @alojinhadaviradaverde ! 

Pode ir curtir a feirinha orgânica e conhecer mais sobre slings e adquir o seu. 

Pode fazer um test drive, e como temos feito há anos, pode levar seu sling até mesmo de outros fabricantes para trocar ideias com a gente ou com outras mães/pais. 

É assim que cultivamos a cultura do colo: compartilhando experiências umas com as outras, espalhando os conhecimentos adquiridos e recebidos! Pode conhecer os produtos lindos dos nossos amigos @combinadobaby e @lojapotira ! Seja bem vindo!


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Sling em Brasília : Neste sábado 18/02/2017 no Sudoeste!

E de volta ao Sudoeste estamos nós!
Neste sábado 18/02 estaremos n'A Lojinha da Virada Verde!
Sempre tem uma feira orgânica lá na lojinha,  e além dos nossos slings você vai encontrar os produtos da Potira, as fraldas de pano modernas da Combinado Baby, pães e bolos sem glúten e sem lactose, molho pesto, aromaterapia, livros sensoriais... entre 9h e 14h você é nosso convidado!

Endrereço: CLSW 301 Bloco B loja 56, pertinho do Big Box do Sudoca!